Notícias

Curso de desenvolvimento de gestores apresenta contribuições para o planejamento estratégico da comunicação do TRT-15

"O nosso objetivo é coletar as percepções e necessidades na comunicação do TRT-15 que possam contribuir para gerar um plano de ação estratégica na área, com a intenção de investir e implementar sistemas e ações de comunicação mais eficazes para vocês", registrou Vânia Bueno Cury, uma das professoras do curso de "Desenvolvimento de gestores" promovido pela Escola Judicial da Corte nos dias 9 e 10 de maio, no anfiteatro da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em Campinas. A iniciativa reuniu mais de 130 servidores do TRT que exercem cargo ou função de natureza gerencial.

No início da atividade, foi concedida a palavra aos participantes para que indicassem "o que gostariam de levar daqui como conhecimento, como aprendizado, de uma comunicação que transforma", como disse Vivian Cristina Rio Stella, também docente do curso. Assim, os itens mais importantes para o grupo foram eleitos e registrados para que, ao final do curso, todos pudessem verificar a aquisição das habilidades almejadas.

As principais questões levantadas pelos servidores foram: como saber se estou sendo compreendido pelo destinatário, técnicas para melhorar a comunicação, formas de sensibilizar o receptor, como tornar a comunicação eficaz (canais) e a utilização da comunicação na integração dos servidores. Os participantes foram divididos em grupos para discutir os temas do seminário, entre eles a comunicação interna e externa. "A arte de fazer comum o que num primeiro momento estaria apenas na intenção de uma pessoa foi o desafio lançado pelas facilitadoras Vânia e Vivian aos mais de cem gestores da Administração do TRT-15", destacou o servidor João Santos Marinho Junior, um dos participantes do curso. "As provocações lançadas deixaram claro a necessidade de saber se comunicar, com e sem palavras. Nesse passo, destacaram-se as formas de comunicação e, principalmente, a escolha adequada de sua utilização no ambiente institucional. Doravante, será preciso pensar melhor quem se pretende atingir com as mensagens elaboradas, escolher os canais adequados, as ações, buscar integração das áreas, unificar os discursos e realizar parceria com a unidade de Comunicação Social do Regional", acrescentou ele.

Os métodos de análise utilizados no curso foram o "SOAR" (Análise de Forças, Oportunidades, Aspirações e Resultados), que combina dados sobre a posição atual de uma organização com as ideias das pessoas em uma perspectiva de futuro, e o "SWOT" - sigla em inglês para Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças) -, que recolhe dados que caracterizam o ambiente interno (forças e fraquezas) e o externo (oportunidades e ameaças) de uma organização.