Notícias

Desembargadora Ana Paula Pellegrina Lockmann é homenageada pelo TRT de Pernambuco, em evento que celebra a Abolição da Escravatura

Fotos: Elysangela Freitas, Helen Falcão e Íris Costa

Por Luiz Manoel Guimarães  
Com informações de Eugenio Jerônimo, da Ascom do TRT-PE 
Colaborou: Leo Machado

O Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (TRT-PE) comemorou nesta segunda-feira o 13 de Maio, data que marca a Abolição da Escravatura, com uma cerimônia realizada no Teatro Santa Isabel, no Recife, em que condecorou 28 autoridades e personalidades com a Medalha de Honra ao Mérito Conselheiro João Alfredo Correa de Oliveira, concedida também à Fundação Giácomo e Lucia Perrone, que se dedica ao atendimento de crianças carentes. Entre os agraciados está a coordenadora do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Disputas (Nupemec) do TRT-15, desembargadora Ana Paula Pellegrina Lockmann.

Instituída em 1987, a honraria homenageia autoridades, personalidades e instituições de destaque no seu campo de atuação ou que tenham prestado serviços de relevo à Justiça do Trabalho em Pernambuco. Como presidente do Conselho de Ministros (o equivalente a primeiro-ministro) de dom Pedro II de 10 de março de 1888 a 7 de junho de 1889, o pernambucano João Alfredo Corrêa de Oliveira (1835-1915) articulou a aprovação no Parlamento do projeto da Lei Áurea.

Também foram homenageados magistrados e servidores do próprio Regional pernambucano, com a Medalha de Mérito Funcional Juiz Eurico de Castro Chaves, concedida a magistrados e servidores que tenham prestado, no mínimo, 25 anos de serviço ao TRT-PE, sem que haja registro de punição funcional. O juiz Eurico de Castro Chaves Filho presidiu o TRT-PE nos períodos de 1946-1951, 1955-1959 e 1963-1966.